Página Inicial

Ampliação da banda larga pode aumentar competitividade do país, avalia secretário

Imagem retirada de https://www.camara.leg.br/noticias/587161-ampliacao-da-banda-larga-pode-aumentar-competitividade-do-pais-avalia-secretario/
Imagem retirada de https://www.camara.leg.br/noticias/587161-ampliacao-da-banda-larga-pode-aumentar-competitividade-do-pais-avalia-secretario/

Ampliar a oferta de banda larga nas regiões Norte e Nordeste é fundamental para que o país se torne mais competitivo. Essa foi a avaliação do secretário de Telecomunicações do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Vítor Menezes, durante audiência pública conjunta das comissões de Integração Nacional e de Ciência e Tecnologia, realizada nesta terça-feira (17) na Câmara dos Deputados.

Vítor Menezes destacou a importância da ampliação da internet nas regiões para o aumento da competitividade e da produtividade em todo o Brasil.

"Por exemplo, na agricultura. Se nós conseguirmos conectar o campo, a gente gera, em média, uma eficiência de 20% somente nos insumos agrícolas. Insumo agrícola, hoje, ele responde a 70% da produtividade do campo, do custo. Você pensar em 20% de 70%, nós estamos reduzindo em 14% o custo de um terço do PIB brasileiro. Se você for pensar o PIB do Brasil pegar um terço e tirar 14% disso, dá alguns bilhões (de reais) de benefício para o país somente se levarmos conectividade", disse Menezes.

Impacto ambiental zero
Um exemplo trazido na audiência de ampliação de internet é o Projeto Amazônia Integrada e Sustentável (Pais). Um dos idealizadores, Carlos Hetzel, contou que o projeto tem o objetivo de implantar um cinturão de fibra ótica subfluvial entre Macapá, no Amapá, e Tabatinga, no Amazonas, levando conectividade para cidades e comunidades ribeirinhas.

"Esse projeto tem impacto ambiental zero. O máximo que pode acontecer, na hora de lançar o cabo, é matar um peixinho lá embaixo. O resto não tem impacto ambiental", afirmou.

Segundo Carlos Hetzel, o projeto conta com 10 mil km de cabos de fibra óptica, beneficiando 7 milhões de brasileiros que vivem em localidades com pouco ou nenhum acesso à internet.

Educação pela internet
Autor do requerimento da audiência, o deputado Jesus Sérgio (PDT-AC) afirmou que a expansão da internet possibilita oportunidades mais igualitárias na educação dos estudantes que vivem em regiões mais distantes e de difícil acesso.

"É muito importante para que essas pessoas tenham as mesmas oportunidades daqueles que vivem aqui nos grandes centros. Hoje nós temos aí oportunidades diferentes. Essas pessoas que conseguem chegar a uma universidade é com esforço sobre-humano. Então nós precisamos tornar o Brasil um só Brasil", disse.

Jesus Sérgio destacou a importância da audiência que trata da expansão da internet no Brasil e criticou a ausência de deputados na reunião, que tinha somente ele como parlamentar estre os presentes.

Em junho deste ano a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou o Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações, que tem como objetivo ampliar o acesso à banda larga no Brasil, previsto na Lei Geral das Telecomunicações (Lei 9472/97).

fonte: Agência Câmara, escrita por Naum Giló; editada por Roberto Seabra