Página Inicial

Brasil dobrará capacidade de transmissão de dados com a Europa

Imagem retirada de https://clickpetroleoegas.com.br/brasil-dobrara-capacidade-de-transmissao-com-a-europa/
Imagem retirada de https://clickpetroleoegas.com.br/brasil-dobrara-capacidade-de-transmissao-com-a-europa/

Segundo divulgado pela Agência Brasil, o país terá sua velocidade de transmissão com a Europa e outros continentes, dobrada, ou seja, passará dos atuais 20 GB/s para 40 TB/s.

Isso graças ao lançamento de um novo cabo submarino de fibra óptica, o anterior, um backbone direto com a Europa é muito limitado, fazendo com que as comunicações telefônicas, imagens e demais conteúdos trafegassem á 20 GB/s.

Caminho mais longo
A “escala” que os nossos dados faziam, passando pelos Estados Unidos, que servem como um hub central de armazenamento e distribuição de informações, agora é coisa do passado, pois passaremos a nos falar direto com o velho continente.

O novo cabo de fibra óptica vai agilizar, e muito, além de reduzir os custos das transmissões e ficar mais segura também, por não haver mais intermediários.

Redes de institutos de pesquisa e universidades do país e do exterior serão os primeiros a se beneficiarem com a novidade, porém se as operadoras quiserem usar este novo tipo de conexão deverão ampliar suas infraestruturas, o que exigirá um grau de investimento.

Os custos totais do projeto ainda não são conhecidos, por falta de um detalhamento que está sendo analisado por um consórcio de empresas, da qual a Telebras faz parte.

Estima-se que a União Européia já concedeu US$ 30 milhões durante o início da implantação do projeto. Um grupo de bancos internacionais vão financiar todo o projeto, mas ainda não se sabe a data da libração do financiamento.

fonte: Click Petróleo e Gás