Página Inicial

Fibra óptica deve ser a principal tecnologia em 2020

Imagem retirada de https://www.meionorte.com/noticias/fibra-optica-deve-ser-a-principal-tecnologia-em-2020-362413
Imagem retirada de https://www.meionorte.com/noticias/fibra-optica-deve-ser-a-principal-tecnologia-em-2020-362413

Um relatório da consultoria Teleco prevê para 2020 a liderança da fibra óptica no mercado brasileiro de banda larga fixa e Teresina já acompanha essa tendência. A capital piauiense deve fechar o ano de 2019 com cerca de 200  mil domicílios com essa tecnologia, incluindo a vizinha Timon, e a projeção é de grande crescimento para o próximo ano.

Em todo o  Brasil, nos últimos dois anos, 3,9 milhões de acessos foram realizados pela fibra. Enquanto isso, as redes de acessos de pares metálicos (xDSL) perderam 1,1 milhão de acessos. Os números merecem comemoração porque a tecnologia da fibra óptica permitiu aos provedores oferecer maiores velocidade aos usuários e ainda reduziu os custos. Em 2010, o preço do megabit era, em média, R$ 21,2 e, em 2018, R$ 3,5.

Um dado curioso é que o crescimento das redes de fibra óptica é estimulado pelos provedores regionais, chamados pela Agência Nacional de Telecomunicações de Provedores de Pequeno Porte e são eles que têm impulsionado a tecnologia em Teresina. Segundo dados da Anatel, em 2018, 83% dos novos acessos de internet domiciliar foram feitos por PPPs. Recentemente a agência divulgou um relatório mostrando crescimento de 31,83% dos provedores regionais (+1,63 milhão de acessos) nos últimos 12 meses.

A última pesquisa de satisfação do usuário feita pela Anatel em todo Brasil mostra os motivos  pelos quais o consumidor tem escolhido o serviço de banda larga de provedores regionais e o grau de satisfação. De maneira geral, os usuários dos provedores de pequeno porte estão mais satisfeitos que os das grandes operadoras.

O especialista em tecnologia, Miguel Oliveira, destaca que os provedores locais conseguem oferecer um suporte maior aos usuários, por isso o grau de satisfação é maior. “As empresas menores conseguem ter um relacionamento mais próximo com o consumidor e isso aumenta a capacidade de resolução dos problemas”. Explica.

fonte: Meio Norte