Página Inicial

Sabia que existe um componente do qual nunca ouviu falar mas vai acelerar a sua internet?

Imagem retirada de https://pplware.sapo.pt/ciencia/sabia-que-existe-um-componente-do-qual-nunca-ouviu-falar-mas-vai-acelerar-a-sua-internet/
Imagem retirada de https://pplware.sapo.pt/ciencia/sabia-que-existe-um-componente-do-qual-nunca-ouviu-falar-mas-vai-acelerar-a-sua-internet/

Ter uma internet mega rápida é sinónimo de uma ligação com boa largura de banda que garanta o melhor throughput. Na área da fibra óptica existem algumas investigações e têm sido alcançados alguns marcos importantes no que diz respeito a velocidades.

Recentemente foi anunciado o desenvolvimento de um componente que vai acelerar a sua ligação à internet. Já ouviu falar em Modulador de niobato de lítio?

Modulador de niobato de lítio… para que serve isto afinal?
Uma equipa da Universidade Cidade de Hong Kong e da Universidade de Harvard conseguiu criar uma miniatura de um modulador de niobato de lítio, um componente essencial para a indústria optoeletrónica e para a transmissão de dados digitais por luz, colocando o modulador inteiro dentro de um chip.

A técnica passou por colocar um modulador menor, mais eficiente, com transmissão de dados mais rápida e com menor custo. Segundo o investigador Cheng Wang “a tecnologia está pronta para revolucionar a indústria”. Segundo as informações, este modulador de niobato de lítio garante comunicações com velocidades de transferência de dados na ordem dos 210 Gbps e com uma perde ótica inferior a 0,5 decibéis.

Tecnologias modernas exigem novos materiais
Moduladores eletro-ópticos são componentes fundamentais e críticos nas comunicações modernas. Estes componentes convertem os sinais eletrónicos de alta velocidade dos computadores e routers, em sinais ópticos, antes de os transmitir através das redes de fibra óptica.

Contudo, os moduladores de niobato de lítio existentes e usados de forma comum, exigem uma alta voltagem de ativação – 3 a 5V -, o que é significativamente maior do que o 1V disponível nos circuitos CMOS típicos. Isto torna necessário usar um amplificador elétrico que torna todo o componente volumoso, caro e de alto consumo de energia.

O modulador eletro-óptico miniaturizado tem menos de 2 cm de comprimento e sua área superficial é cerca de 100 vezes menor do que a área dos componentes tradicionais.

Este dispositivo, tal como o conseguiram construir, além de altamente eficiente em termos energéticos e com altas velocidades de transmissão de dados garante perdas ópticas muito baixas.

Um novo rumo para redes de comunicação de alta velocidade
A invenção abrirá caminho para futuras redes de comunicação de alta velocidade, baixa potência e económicas, sem esquecer que o componente é adequado para diversas técnicas de computação quântica fotónica – dados guardados e processados em luz.

Referiu o professor Wang Cheng.
Estes são os passos que muitas vezes não vemos, aqueles incrementos que não percebemos como acontecem mas que tornam a Internet mais rápida, melhor, mais barata e acessível a mais pessoas. O futuro acontece todos os dias e em qualquer componente.

fonte: PPlware